Changes between Version 2 and Version 3 of WF/criarcamadadepersistencia


Ignore:
Timestamp:
08/03/10 14:24:18 (10 years ago)
Author:
viani
Comment:

--

Legend:

Unmodified
Added
Removed
Modified
  • WF/criarcamadadepersistencia

    v2 v3  
     1= Criar Camada de Persistência = 
     2 
    13== 1 Descrição == 
    2 A camada de persistência de dados é parte do modelo de negócios, e é a única forma de acessar dados do banco de dados. As classes da camada são representações dos repositórios do banco de dados e implementam minimamente métodos para seleção, inserção, atualização, e remoção de tuplas nas tabelas do banco de dados. Cada repositório deve ser representado por uma classe contendo mapeamento de cada campo do repositório na forma de atributo protegido e métodos públicos para obter e definir este atributo. Estas classes devem ser armazenadas na pasta vo da estrutura de pastas. As rotinas de manipulação de dados no SGBD são executadas por classes que herdam a classe vo correspondente ou seja cada classe de manipulação de dados estende de uma classe de definição dos campos. A classes de manipulação de dados implementam a classe que define os métodos de manipulação de dados. 
    34 
    4 A execução do metodo selectData deve retornar sempre um array de objetos do tipo bo, o método insertData deve retornar o identificador da tupla do ultimo registro inserido, 
    5 os metodos updateData e deleteData retonam o número de registros afetados pela execução do código. 
     5A camada de persistência de dados é parte do modelo de negócios, e é a única forma de acessar dados do banco de dados. As classes da camada são representações dos repositórios do banco de dados e implementam minimamente métodos para seleção, inserção, atualização, e remoção de tuplas nas tabelas do banco de dados. Cada repositório deve ser representado por uma classe contendo mapeamento de cada campo do repositório na forma de atributo protegido e métodos públicos para obter e definir este atributo. Estas classes devem ser armazenadas na pasta vo da estrutura de pastas. As rotinas de manipulação de dados no SGBD são executadas por classes que herdam a classe vo correspondente ou seja cada classe de manipulação de dados extende de uma classe de definição dos campos. A classes de manipulação de dados implementam a classe que define os métodos de manipulação de dados. 
    66 
    7 O acesso ao banco de dados é feito utilizando um objeto de conexão implementado conforme o padrão singeton, e os parâmetros para a conexão com o banco de dados devem ser mantidos na pasta config contendo pelo menos as constantes DB_HOST, DB_PORT, DB_NAME, DB_USER, DB_PASSWD. 
     7A execução do método selectData deve retornar sempre um array de objetos do tipo vo, o método insertData deve retornar o identificador da tupla do último registro inserido, 
     8os métodos updateData e deleteData retonam o número de registros afetados pela execução do código. 
    89 
    9 class sample.bo 
     10O acesso ao banco de dados é feito utilizando um objeto de conexão implementado conforme o padrão singleton, e os parâmetros para a conexão com o banco de dados devem ser mantidos na pasta config contendo pelo menos as constantes DB_HOST, DB_PORT, DB_NAME, DB_USER, DB_PASSWD. 
     11 
     12class sample.vo 
    1013        protected sample_value; 
     14 
    1115        public getSampleValue() 
    1216                return sample_value; 
     17 
    1318        public setSampleValue(data) 
    1419                return void; 
    1520 
    16 class sample.dao extends !SampleBO implements !DaoInterface 
     21class sample.dao extends !SampleVO implements !DaoInterface 
    1722        public selectData(where, order, limit) 
    18                 return array sample.bo; 
     23                return array sample.vo; 
    1924        public insertData(where) 
    2025                return int new id; 
     
    3035Os objetos de persistência devem ser gerados automaticamente por engenharia reversa com acesso direto ao banco de dados ou pela leitura de arquivo de instalação contendo uma representação da estrutura do banco de dados a ser criado. Baseado neste arquivo a aplicação conecta-se ao bd e executa a criação ou alteração necessária e gera todos os arquivos de  persistência necessários para a representação dos dados. 
    3136 
     37== 2 Atores == 
    3238 
    33 == 2 Atores == 
    34  * 1. Desenvolvedores do sistema 
     39 1. Desenvolvedores do sistema 
     40 
    3541== 3 Pré-condições == 
    3642 
    37  * 1. Ter realizado o UC Criar Estrutura de Pastas 
    38  * 2. Ter acesso ao servidor de banco de dados 
     43 1. Ter realizado o UC Criar Estrutura de Pastas 
     44 2. Ter acesso ao servidor de banco de dados 
    3945 
    4046== 4 Eventos == 
    4147 
    42  * 1. Desenvolvedor cria modelo de dados da aplicação. 
    43  * 2. Desenvolvedor configura acesso ao SGBD. 
    44  * 3. Desenvolvedor configura arquivo de descrição do banco de dados {A1} 
    45  * 4. Desenvolvedor executa aplicação que realiza criação dos arquivos de persistência. 
    46  * 5. Sistema verifica se já existe arquivo com o mesmo nome, caso existe solicita intervenção do usuário com as opções sobrescrever ou manter o arquivo. {E1} 
     48 1. Desenvolvedor cria modelo de dados da aplicação. 
     49 2. Desenvolvedor configura acesso ao SGBD. 
     50 3. Desenvolvedor configura arquivo de descrição do banco de dados {A1} 
     51 4. Desenvolvedor executa aplicação que realiza criação dos arquivos de persistência. 
     52 5. Sistema verifica se já existe arquivo com o mesmo nome, caso existe solicita intervenção do usuário com as opções sobrescrever ou manter o arquivo. {E1} 
    4753 
    4854== 5 Eventos Alternativos == 
    4955 
    50  * A1 Não gera arquivo de configuração e cria classes a partir de engenharia reversa. 
     56 {A1} Não gera arquivo de configuração e cria classes a partir de engenharia reversa. 
    5157 
    5258== 6 Tratamento de Erros == 
    5359 
    54  * No caso de não ser possivel escrever em disco apresentar a mensage {M1}, se o usuário optar pela opção cancelar encerra o fluxo, tentar novamente executa novamente a instrução e ignorar executa a próxima linha de código.  
     60 {E1} No caso de não ser possivel escrever em disco apresentar a mensage {M1}, se o usuário optar pela opção cancelar encerra o fluxo, tentar novamente executa novamente a instrução e ignorar executa a próxima linha de código.  
    5561 
    5662== 7 Mensagem == 
    5763 
    58  * M1 Problemas na criação do arquivo, deseja Tentar Novamente | Ignorar | Cancelar 
     64 {M1} Problemas na criação do arquivo, deseja Tentar Novamente | Ignorar | Cancelar 
    5965 
    6066== 8 Pós-condições == 
    6167 
    62  * Arquivos de persistência criados. 
    63  * Configurações de acesso ao banco de dados criada. 
    64  * Banco de dados criado. 
     68 Arquivos de persistência criados. 
     69 Configurações de acesso ao banco de dados criada. 
     70 Banco de dados criado. 
    6571 
    6672== 9 Regras de Negócio == 
     
    7379 
    7480== 11 Notas == 
    75